Category: Vida Profissional


No dia 11 de abril, tive a oportunidade de participar do 17º Encontro Locaweb de Profissionais de Internet, edição Curitiba. Um evento de alto nível que trouxe profissionais de diferentes àreas para nos repassar conhecimentos de grande valia para nossa vida profissional.

Realmente valeu a pena todo o trajeto desde Florianópolis até Curitiba.

Depois do evento recebi um código para R$ 140,00 de desconto na contratação de um dos serviços abaixo:

• Cloud Server Pro;
• Jelastic Cloud;
• E-mail Marketing Locaweb;
• Revenda de E-mail Marketing;
• Hospedagem de Sites;
• Revenda de Hospedagem;
• SMTP.

Códigos Promocionais: ELW288F5A7, ELW59EAB17, ELWE86F1D9

O uso é único e o primeiro que usar o código, por favor, me avise, para eu editar a postagem marcar o cupom como utilizado.

Lembrando que o código promocional é Oferta válida até o dia 30/09/2015.

Entendo que na busca por novas oportunidades nos deparamos com empresas dos mais variados tipos, com diferentes propostas e as vezes pensamos: Caramba, eu tenho que trabalhar nessa empresa!

Por mais que você esteja encantado com tudo que lhe foi dito, com todas as maravilhas que lhe foram apresentadas nas seguidas entrevistas, pense uma coisa: A empresa esta não apenas lhe contratando como profissional, esta vendendo seu próprio peixe para que você continue querendo vestir a camisa dela.

Pensando assim, antes de tudo tente conversar com profissionais que já trabalharam lá, procure por pessoas que conhecem os processos da empresa e como ela cuida da sua forma de trabalho. Veja como ela cuida de quem já esta sob seu domínio e com certeza terá uma imagem excelente do que lhe espera.

Há pouco tempo soube de um colega de profissão que se candidatou a uma vaga para determinado cargo na área de desenvolvimento de software em uma multinacional bastante conhecida e, após seguidas entrevistas, conversas com gerentes de diferentes setores e um longo tempo decorrido nesse processo, ele simplesmente foi descartado por apenas uma deficiência no currículo, importante mas não obrigatória para o início de seus trabalhos. Competência esta que a própria empresa poderia colaborar para ele adquirir em poucos meses. Mesmo.

Depois da recusa, ele simplesmente foi esquecido. Aquele candidato que antes era uma aposta, que tinha toda a atenção do recrutador passou a ser apenas mais um candidato que não foi aprovado.

Eu realmente entendo o lado da empresa, sei que determinadas competências são essenciais e muitas outras indispensáveis mas, dadas as particularidades do mercado de desenvolvimento de software e da conhecida falta de profissionais qualificados, não seria ponderado escolher o profissional que mais atende aos requisitos definidos para a vaga e complementar com treinamentos o que por ventura venha a faltar? Não seria o tipo de atitude que faria a empresa ganhar pontos com o profissional?

Dentre outros inúmeros casos dos quais eu tive conhecimento este foi um dos mais absurdos que já chegaram aos meus ouvidos.

Eu me apeguei a um pequeno detalhe de todo o processo, mas na minha humilde opinião, esse fato mostra muito da política da empresa com seus funcionários.

Toda relação profissional é uma via de mão dupla, onde a empresa fornece os meios para o profissional trabalhar da melhor forma possível e, o profissional, por sua vez, deposita todas as suas forças e aplica seus conhecimentos profissionais para alinhar-se à filosofia da empresa. Ambos trabalham juntos e todos ganham.

Você se sentiria seguro em trabalhar em uma empresa como essa? Ao menos teria interesse em se candidatar a uma vaga oferecida por ela?

A propósito, a empresa esta há muitos meses com a vaga em aberto, tem cobranças vindas de todos os setores e tem um défcit tecnológico sério nos seus produtos. Talvez demore um tempo até entender que, se tratar os profissionais como máquinas, será vista como apenas mais uma empresa no mercado.